Namoro no Brasil

SOU NEGRO TENHO NARIZ CHATO E CABELO PIXAIM DIZ WALTER FIRMO QUE ABRE EXPOSIÇÃO

Inexperientes

Saiu no meio do trabalho, preocupada. Na secretaria, ninguém sabia explicar o motivo do pedido. Klaucia achou estranho o desencontro de informações e estava determinada a solucionar o caso. O protesto ficou marcado para o dia 29, uma sexta-feira. A mais velha do grupo estava animada: Vamos deixar a casa arrumada, a comida feita, os meninos na escola. Vamos 'se' animar para ter a segurança das crianças, disse, em mensagem de voz. Era bombinha? Nenhuma resposta concreta. Se uma bomba dessa pega numa criança?

Garotas procuram 111343

Ação orquestrada

Firmo mirou suas lentes basicamente em negros durante sua longa carreira, que começou no final dos anos , mostrando situações inusitadas, como carnavalescos dentro de um trem indo festejar, momentos do cotidiano, a exemplo de uma prometida numa favela de Salvador, e celebridades do samba, como Pixinguinha sentado numa cadeira de balanço com um saxofone no colo, que se tornaria sua foto mais conhecida. O conjunto de fotografias, muitas das quais em cores de alto contraste, uma marca de seu trabalho, se estende por dois andares do centro cultural paulistano, numa grande retrospectiva de sua carreira. À época, Firmo era correspondente da revista em Nova York, momento no qual entrou em contato com o movimento de empoderamento da beleza negra Black is Beautiful, surgido num desfile de moda de mulheres negras no Harlem. Meses mais tarde, ele retornou ao Brasil com cabelo black power. As pessoas negras sempre estiveram sob o regime de serem olhadas, vigiadas, ela afirma, lembrando que ele fotografou negros em Cuba, nos Estados Unidos e de norte a sul do Brasil. O preto e branco eu acho que é uma linguagem mais do cérebro. Ele cita como exemplo a famosa imagem do beijo de um casal numa rua de Paris feita por Robert Doisneau --os personagens eram atores, e o momento foi representado numa tarde da capital francesa.

Página Cinco

Um relacionamento entre duas pessoas é muito complicado. Aceite que ambos podem ter feito coisas ou deixado de trabalhar que corroboraram para o término. Procure os aprendizados presentes nessa vivência para que seus próximos relacionamentos sejam melhores. Esses pensamentos precisam ser evitados, pois raramente tem embasamento na realidade. Sem querer, eles mesmos colaboraram para que seus maiores medos se tornem realidade. Pode portar meses ou anos para que você supere o final de um namoro ou casório. Quando esse momento começar, permita-se copular novas pessoas, viver novas experiências e se raptar recente. Aproveite cada uma dessas vivências sem receio. A mesma mente deve ser aplicada aos relacionamentos.

CENTRO PAULISTA DE RÁDIO E TV EDUCATIVAS

Ela grita e esperneia e, finalmente, desço mesmo ao método das suas pernas e entrada a lamber-lhe a cona, enfiando-lhe ao próprio tempo um dedo no cu. Faz doer… - Estou-me a cagar para o que tu gostas e para o que te faz doer. Vou-te violar e é neste cu suíno coalhado de merda. Rebenta num orgasmo demencial, revirando-se toda na leito, gemendo aos soluços e uivando quanto uma túnica.